Saba

Saindo de St Maarten, com a Simpson Bay Bridge tendo aberto só pro Blues, seguimos pra pequena ilha de Saba, 5h de velejada, um destino não muito frequente para os veleiros, pois não dá pra fundear, as poitas são distantes do pequeno porto, e é uma viagem bem molhada no botinho.

A ilha é lindinha, limpa e bem organizada. Alugamos um carro pois é tudo morro acima ou morro abaixo e passamos o dia percorrendo os diversos pontos de interesse.

Até o ínicio do século passado todo acesso à ilha era feito por uma escada de 800 degraus “the ladder”, pois não havia o porto, a única estrada existente, que percorre a ilha toda, foi feita pelos próprios ilhéus, pois a Holanda, a colonizadora, disse que era inviável, assim como o pequeno aeroporto.

É um povo resiliente, não havia vestígios dos últimos furacões, e todas as casinhas são pintadas de branco com as janelas verdes, tudo florido, encantador.

Ao lado do Turist Information, onde alugamos o carro, havia uma padaria/confeitaria onde comemos o melhor folheado de maça das nossas vidas.

As “tidal pools”, próximas ao aeroporto, foram uma grata surpresa.

Ficamos só 2 noites, batia bastante, mas valeu!

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

One Response to Saba

  1. Bessa says:

    Excelência e esposa bom dia!!!!

    SHOOOOW!!!!!

    Feliz em ter noticias suas e acompanharei suas jornadas..

    Bons ventos!!

    Abço,
    Bessa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *